@natiribeiro95

Em tempos de quarentena, como você está vivendo? Está sozinho, lidando com seus próprios medos? Ou está dividindo o espaço com pessoas diferentes de você? Em ambas as situações, é um novo desafio. Para quem está sozinho, por exemplo, a vontade de não arrumar a casa pode bater, ou talvez a comilança, a ansiedade, a tristeza… Para quem mora com outros, as brigas são quase certas. Como minimizar esses efeitos?

Quarentena boa

Bom, é necessário entender que a quarentena é necessária. Sabendo disso, que tal criar uma rotina? A falta de organização pode prejudicar a convivência – seja ela com você mesmo ou com outros. Caso more com mais gente, não se esqueça de dizer sempre “bom dia”, de oferecer ajuda com as tarefas ou de se preocupar com o emocional alheio.

É importante lembrar que rotina não é entrar no automático. Sempre que for fazer qualquer atividade, foque apenas na atividade. Esqueça toda e qualquer outra coisa que possa passar pela sua mente no momento. Quando perguntar ao outro “tudo bem?” que não seja uma pergunta automática, e sim uma verdadeira preocupação com o outro. Quando se sentir triste ou ansioso, tente conversar com o sentimento e saber o porquê de ele estar ali. Nada é fixo, nada é permanente.

Nossos estados mentais e espirituais são facilmente transformáveis. Portanto, como manifestar o melhor de nós? Nem sempre sentimos vontade de agir, mas a força está dentro de nós. Com pequenas atitudes, podemos transformar qualquer convivência. Tente e veja os resultados imediatos.

Share This